26.11.06

Poxa Thorpedo, já??

Pôxa Thorpedo, já??



Esse foi um ano de aposentadorias...

Aqui em casa o Nick, agora conhecido como Serginho (o bicho preguiça), abandonou as plataformas de petróleo.

E nos esportes tivemos:

Schumi, na F1 (aí Barichello, se manca!)
Agassi no tênis (melhor backhand de todos os tempos)
Zidane no futebol (careca sexy)

E essa semana foi a vez do Ian Thorpe, tubarão e macho-que-é-macho australiano, abandonar as piscinas. Ele cansou de contar ladrilho, que pena.

O que me consola é que Federer, Nadal, Safin e Roddick continuam jogando, Alonso continua na velocidade, Van den Hooganband e Phelps ainda vão nadar bastante e o Romário busca o milésimo gol.

21.11.06

Momento TOC Lost

Momento TOC Lost

*Vou logo avisando que eu vou comentar coisas que aconteceram até a terceira temporada então se você não quer saber, ou não assiste Lost pode pular esse post, sorry. *

Como vamos passar mais 12 semanas sem um episodiozinho de Lost nada melhor do que rever as duas temporadas e as migalhas da terceira, relembrar fatos e quem sabe convencer mais alguns amigos a assistirem. (olha aí Luizinhaaaaa é a sua chance de ver tudo).

Todo mundo sabe que Lost é uma febre, e não é como os outros seriados que eu até agüento esperar pra ver, esse tem que ver logo porque a curiosidade é grande. Eu viciei pessoalmente 2 pessoas: Beth e Nick.

O Lostpedia tem todas as informações detalhadas, mas eu não posso ignorar o meu TOC.

De longe o meu personagem preferido é o Sawyer, James Ford para os íntimos. A ilha seria muito sem graça e cheia de neuróticos controladores se não fosse ele. Ele é o único cara que logo viu que eles iam ficar muito tempo na ilha e tratou de arrumar um canto e juntar ‘coisas’ para sua sobrevivência. Ele montou a primeira bodega da ilha. É o único que lê, daí a descoberta da sua hipermetropia. Ele tem as melhores tiradas e dá os melhores apelidos. Ele é o con man com coração, ou seja, um cachorrão que se importa. Ah, é bonitão com uma voz macia, aquele sotaque do sul dos EUA e é muito macho-que-é-macho.

Apelidos que o Sawyer dá (são muitos, lá noLostpedia tem a lista completa, coloquei aqui os que eu achei mais engraçado)
Jack: Doc, Jackass, Dr. Giggles, JackO, Dr. Quinn, Sheriff, St. Jack
Kate: Freckles (esse é super carinhoso)
Sayid: Abdul, Al Jazeera, Ali, Captain Falafel, Damn Arab, Gen-u-ine I-raqi, Mohammed, Omar, Captain A-rab, Red Beret
Claire: mamacita
Locke: Mr. Clean, Gimpy McCrutch
Walt: Tatoo
Ana Lucia: Ana Lulu, Rambina, Hot Lips, Ponce de Leon, Muchacha
Hurley: Deepdish, Jabba, Barbar, Jethro, Stay Puft, Pork Pie, Muttonchops, Lardo, Mungo
Shannon: Sticks
Mr. Eko: Mr. Ed, Shaft
Jin: Chewie, Kato, Bruce, Daddy-o, Mr. Miyagi, Papa-san
Sun: Betty, Tokyo Rose, Sunshine, Madame Butterfly
Bernard: Norma Rae
Ethan: jungle boy
Rousseau: French chick
Pickett: Chinatown
Tom: Zeke
Ben: Big Kahuna
A Ilha: Middle of Damn Nowhere, Magic Forest, Island Town

O pessoal da ilha não é tão criativo quanto ele, a maioria o chama de Cowboy, mas o melhor apelido dado a ele foi Steamrolled Harry Potter pelo Hurley.

O Doutor Jack, grande cirurgião de coluna, é muito teimoso. É lindão, mas beira o chato. Se bem que nessa terceira temporada ele virou macho-que-é-macho e tenho esperanças que ele fique mais esperto.

A Kate é, de longe, a mulher mais sortuda da ilha. Todo mundo quer a Kate. Bem, existem os Jaters (Jack+Kate) e os Skaters( Sawyer+Kate). Eu acho que ela devia ficar com os dois, então sou uma Jaskater. Pra que escolher?? Cada um com a sua vantagem.

John Locke, o senhor Man Of Faith é o único que tem prazer em estar na ilha. Ele não quer sair de jeito nenhum. Viu o Lostzilla (o tal mostro de fumaça) e saiu ileso, sem medo de ser feliz.

Eu até gosto do Ben, mas aquela Juliet...odeio....por enquanto.

Mas o cara mais chato da ilha, se bobear do pacífico sul inteiro, é o Michael. Por enquanto ele está a caminho de casa, mas eu acho que ele se perdeu e vai acabar reaparecendo. Saco!

Estou com esperanças no Desmond.

O Rodrigo Santoro pelo jeito é o preguiçoso da ilha, faz ele muito bem, alguém tem que relaxar enquanto os neuróticos ficam correndo no meio do mato.

Os outros moram em Wisteria Lane.

Olha, tinha tudo naquele avião até tacos de golfe. Pra mim só faltou uma prancha de surf. Como é que um avião vai da Austrália para Califórnia sem UM surfista a bordo???

Personagem com mais flashbacks: claaaro que é o doutor Jack com 9, depois vem a Kate (7), Locke (6) e Sawyer (5)

Momento lágrimas nos meus olhos: sim, confesso, eu chorei quando o Sawyer contou para o Jack a conversa que teve com o seu pai no bar.

Momento suspiro: Beijo do Sawyer na Kate depois da sessão tortura na primeira temporada e o tal “me joga na grade e me chama de freckles” do “I do” na terceira.

Melhor comentário do Nick: “a barba de todo mundo cresce menos a da Ana Lucia”.

Todas as mortes, pra mim, foram surpresa, principalmente a Shannon, Ana Lucia e Libby. A única anunciada foi a do Mr. Eko e teve um flashback muito digno.

Aliás a Ana Lulu depois que deu para o Sawyer na beira do rio nunca mais foi a mesma...nem conseguiu atirar no Ben.

Flashback preferido: 2x13 The Long Con (Sawyer), 1x12 Whatever the case may be (Kate), e 2x23 Live together die alone (Desmond) (difícil escolher, eu também gosto dos flashbacks do Jack com o pai bebum e do Hurley, dude)

Flashback mais chato: qualquer um do Charlie

Não tem melhor ou pior episódio. São todos bons!

E os mistérios continuam...Duas ilhas? Lostzilla? Ursos polares? Homem do tapa-olho?

Lost tem tudo a ver com a Tia Helo. Tem o Hurley esquizofrênico com o amigo imaginário Dave. O Mr. Eko, super católico com seu cajado cheio de inscrições (ele ser traficante é só um detalhe). John Locke com toda sua fé. Tem o Jack lindão, Sawyer lindão, Kate gracinha e o mais importante.....tem Os Outros...e ‘deles’ a Tia Helo sempre teve medo.

Coincidência ou destino?

17.11.06

Outras Tias 2

Outras Tias 2

Além da Tia Helo, já contei aqui da Tia Maura e agora é a vez da Tia Angelina, tia do marido da minha prima.

Uma vez a Tia Angelina entrou no elevador e ao ver o painel com os números dos andares ela começou a ‘discar’ 2-4-2-5-6......

Tá ligando para quem Tia Angelina? Para "eles"?

14.11.06

+ Filmes (com muita testosterona)

+ Filmes (com muita testosterona)

O Grande Truque

Como não gostar de um filme que tem Hugh Wolverine Jackman, Christian Batman Bale, Michael Todos os Filmes Caine e ninguém menos que David Bowie?? Ok, também tem o Andy Gollum Serkis e a Scarlett Match Point Johansson. É dirigido pelo Christopher Amnésia Nolan. E ainda é sobre mágica!

O grande barato da mágica é que sabemos que estamos sendo enganados, mas queremos acreditar que não. E olha que a maioria dos truques são bem simples e tudo depende da performance do mágico, de suas mãos rápidas.

Nesse filme Hugh (ótimo! E macho-q-é-macho australiano) é Agiers um mágico com talento nato para o showbiz, mas nem tanto para criar truques ou até percebê-los, e por isso depende dos talentos do engenheiro Cutter (Michael Caine). Christian Bale (ótimo também) faz Borden, um mágico com muito talento para os truques, mas péssimo showman. Os dois começam a carreira juntos mas uma tragédia os separa e os faz inimigos.

Borden cria o tal grande truque e Angiers faz de tudo para descobri-lo. O filme então passa a ser sobre obsessão, vaidade e rivalidade. Um sempre tentando ser melhor que o outro e os meios utilizados são os menos legais possíveis. A mágica exige sacrifícios (afinal é uma vida de segredos) e os dois estão dispostos a tudo. E como diz o Cutter “Obsessão é um jogo para os jovens’.

Christopher Nolan conta história como se fosse um truque de mágica, mostra uma coisa simples, mas vai desviando atenção para no fim entregar o que se deseja, ou não. Para Borden o que excita na mágica é o exercício de testar novos truques, para Angiers é a reação do público, pena que o cinema é no escuro.

Acho que a Tia Helo poderia gostar desse filme sabendo que mágica é só truque... 73 “Ai, Jesus!” ao fecharem as cortinas.


Os Infiltrados

Vou repetir. Como não gostar de um filme que tem Jack Nicholson fazendo um mafioso de dar medo no Don Corleone, Matt Damon na pele de um banana, Mark Wahlberg falando muitos palavrões e Leonardo DiCaprio no papel mais macho-que-é-macho da carreira??? (e olha que eu nunca pensei em usar Leo DiCaprio e macho-que-é-macho na mesma frase) Até o Alec Baldwin ficou bem na fita. E ainda é dirigido pelo Scorcese.

Sullivan (Matt Damon) é cria do mafioso irlandês de Boston (Jack – Costello) que o coloca na polícia para que ele seja informante. Costigan (Leo) vem de uma família de criminosos, mas seu pai era honesto e ele acaba entrando para a polícia, mas a polícia o coloca como infiltrado na máfia. Aí já viu né, um desconfia da existência do outro e os ratos se caçam. Paranóia total.

Leo DiCaprio conseguiu me deixar nervosa com aquele estado constante de pânico que ele vivia, sempre com medo de ser descoberto (Comfortably Numb era a música dele). Matt Damon provocou a minha ira por ser um personagem tão banana, covarde, arrogante e que mesmo sendo cria do mafioso não entendia a primeira coisa sobre “família”. Jack Nicholson me deixou com medo, mas isso não é novidade. As melhores risadas vieram das falas dele e das do Mark Wahlberg, só trash talk. Muito bom!

A cena inicial do Costello (Jack) entrando numa bodega ao som de Gimme Shelter e já mostrando ao que veio é ótima.

A Tia Helo ia gritar 315 “Ai, Jesus!” para esse filme, ainda mais depois da piadinha do Jack Nicholson com a freira e da cena no cinema.


Um cara quase perfeito

Aqui temos o Ben Affleck numa atuação muito boa (também depois das bombas que ele andou fazendo só podia melhorar), onde ele faz Jack, um agente ambicioso que entra num curso que eu até agora não entendi do que era. Bom, nesse curso ele tem que escrever um diário sobre quem ele é. Pensando bem....quem somos nós? Para o instrutor do curso (o ótimo John Cleese do Monty Python) essa pergunta pode ser respondida ao escrever num diário os segredos que ninguém sabe, nem quem está escrevendo; que se procurar bastante embaixo de uma pilha de cocô vai se achar ouro.

Aí Jack descobre que a sua querida esposa colocou um gigantesco par de chifres nele com o melhor cliente de sua agência e ele ainda sofre um assalto onde roubam o seu diário com os segredos. Eis que surge uma chinesa muito da vagabunda que faz chantagem com Jack usando as informações que ela lê no diário.

Mas esse é um filme sobre a essência humana, sobre entender que a culpa nem sempre é do outro, talvez ela seja um pouco sua também. E Jack faz o melhor para se descobrir.

A Tia Helo diria 114 “Ai, Jesus!” para esse filme, ela até mantinha um diário mas nenhum segredo lá.

12.11.06

Anotações do domingo

Anotações do domingo

- Como assim Elton John não vem mais?? Tia Heloooo é o seu querido, faz uma forcinha aí em cima.

- O Jones tocou muito pandeiro imaginário na festa de ontem, squidum, squidum, squidum

- O que fazer nas próximas 13 semanas sem o Lost?

-Das séries novas que estrearam essa semana eu gostei da The Nine, também gostei de Justice, mas parece que já foi cancelada. Das que voltaram eu fiquei feliz de ver Clark Kent sair da zona fantasma em Smallville, que Lorelai vai finalmente se entender com o pai de sua filha no Gilmore Girls e com pena do médico croata gostosão e da Abby do ER. Parece que CSI vai seguir a linha de Lost deixando um to be continued no fim do episódio (aí Grissom antes você resolvia tudo em um episódio...). E o reality show que mais me divertiu foi o American Inventor – apareceu cada invenção sem noção que me arrancou boas risadas.

- Para não deixar os esportes de fora... o Brasil ganhou o mundial de futebol de areia cujo ponto alto foi a briga entre cucarachos.... No vôlei indoor as meninas continuam ganhando....No vôlei de praia Larissa e Juliana, já bicampeãs mundiais e brasileiras, ganharam em João Pessoa e o Franco e Pedro também ficaram com o primeiro lugar.....no surf o australiano Mick Fanning levou a melhor nas ondas de Imbituba (SC)...no tênis a Sharapova, usando o pior modelito do armário, perdeu a semifinal para Henin-Hardenne (que acabou sendo campeã) e o Federer, claro, já ganhou a primeira em Xangai.

-Quando é que o filme do Borat vai passar aqui no Brasil?

11.11.06

Fazendo as pazes

Fazendo as pazes

Já fazia mais de um ano que eu não escutava With or Without You do U2. Se tocasse na rádio eu mudava estação, e se tocasse em outro lugar o qual eu não tinha o poder de mudar eu abstraía e fingia que era outra música. Não lembro porque resolvi parar de gostar dela, mas o fato é toda vez que o Bono gritava e gemia “with or withoooout youuu, I can’t liiiiive, with or without you” quem queria gritar era eu. Ela nem constava no meu iPod, e olha que lá eu tenho 73 músicas do U2.

Então ontem eu estava lendo com a TV ligada (uma pequena mania) quando começou a tocar o clipe dela e como eu não lembrava o motivo para tanta revolta com essa música (vantagens de se ter uma péssima memória), resolvi dar uma segunda chance. Peguei o cd do Joshua Tree e passei a dita cuja para o iPod, já escutei algumas vezes e voltei a gostar dela e do Bono gemendo no meu ouvido.

See the stone set in your eyes
See the thorn twist in your side……

A próxima a receber uma segunda chance será "Don’t Let The Sun Go Down on Me" do Elton John (querido da Tia Helo), mas essa fica para um outro post.

6.11.06

Momento Mulherzinha






Momento Mulherzinha

Pegando inspiração no post da Ká do dia 3, vou relatar o meu sábado mulherzinha para vocês.

Bem como todos sabem, minha vida anda uma correria e um stress só. Então, perua que é perua tem que ter um momento “Sex in the City” com as sua amigas. Bem o meu sábado foi assim.
Acorda, preguiça, almoça e descansa um pouco para o melhor momento do dia: o salão!!
O salão de beleza é o templo sagrado da perua.É aonde ela faz a sua verdadeira terapia , ri com as amigas e vê as novas tendências e gasta dinheiro. Fiquei minha tarde inteirinha no salão de fofoca só acompanhando minha irmã e minha amiga. Isso mesmo pois eu durante a semana já tinha feito tudo. Pé, mão, drenagem facial e cabelo. Fui só ficar naquele ambiente que me faz tão bem.
Depois de relaxar,cada uma foi para a sua casa para se arrumar e nos encontrarmos de novo para o outro momento sagrado do dia : o chope!

Saímos as quatro, bem “Sex in the City” mesmo , enchemos a lata de chope com muito carboidrato(eu considero o carboidrato um dos melhores calmantes naturais...ele só perde para o chocolate. O chocolate está em primeiro sempre .) e passamos a noite falando besteira, coisa séria e mais besteira. Quando vimos eram 3 da manhã. Acordei leve, leve no domingo . Quem tem as amigas que eu tenho não precisa de mais nada! Este post de hoje é uma homenagem as minhas melhores amigas. As que estão no Rio e as que estão longe. Amo todas vocês! Sem vocês a minha vidinha fica cinza e perua que é perua odeia essa cor...só se for com um rosinha básico para quebrar a palidez.

Beijos e Boa semana!

5.11.06

Esportes do fim de semana

Esportes do fim de semana

Hoje terminou o 24 horas de bicicleta lá no Beach Park. Para quem não sabe nesse evento pode-se pedalar sozinho ou em equipes de 2, 4 ou 6 pessoas; a equipe que der mais voltas nessas 24 horas vence. Não, eu não participei dessa, o meu ciclismo se resume a passeios na ciclovia e, no máximo um downhill, mas armaram uma estrutura legal e organizaram outra aula de spinning como a da ponte metálica – e essa aula eu, a Bi, a Fátima, a Érica e mais noventa pessoas fizeram. Dessa vez o por do sol foi escondido pelas nuvens, felizmente foi substituído por uma lua cheia maravilhosa.

Não sei quem ganhou o 24 horas, mas a uma horinha que eu pedalei me cansou bastante. Não imagino, e nem quero imaginar, 24 horas naquele selim.

A melhor do dia foi que um brasileiro, Marilson Gomes dos Santos, ganhou a maratona de New York. Que coisa boa! Correu mais que aqueles quenianos de pernas compridas. E nessa mesma maratona o Lance Armstrong (o cara das pulseiras amarelas e do Tour de France) que tinha o objetivo de terminar o percurso em menos de 3 horas, fez em 2:59:37.

O vôlei continua ganhando.

No surf os brasileiros não foram muito bem na etapa do WCT em Santa Catarina, três foram eliminados, mais ainda tem sete na parada. Estão todos esperando o mar melhorar por lá. O Kelly Slater nem veio (ahhhhh, que pena...), disse que não vê a filha desde junho, que a mãe vai casar e que acabou de comprar uma casa. Ok, Kelly, tá desculpado por não aparecer.

No tênis nem Federer, nem Nadal, nem Roddick que não foram por estarem cansados ou machucados. O Safin até jogou mas perdeu para o Tommy Haas (outro bonitão) que desistiu para o Hrbaty. Então a final do Master Series de Paris foi entre Davydenko e Hrbaty, o primeiro foi campeão. Dia 12 começa o the best of the best Masters Cup em Xangai e estarão todos lá.

Chega. Vou descansar.

3.11.06

Irresistível para quem?

Estavam distribuindo uma revista na academia que é destinada ao público masculino. Não, não é a Playboy, é uma que, teoricamente, se concentra na saúde masculina, dá dicas de como se vestir, praticar exercício e de sexo.

Os homens tem se esforçado para entender o universo feminino, e ainda sacaneam os que tentam. (porque macho-que-é-macho sabe tudo de mulher, mesmo sem saber que sabe).

Eis que eu dou de cara com um pequeno artigo intitulado “7 Maneiras de se tornar irresistível” , e foi escrito por 2 mulheres:

1.Pague caro para cortar o cabelo. Vá a um salão bacana e seja atendido pelo proprietário ou pelo melhor profissional. Não deixe um recém formado encostar no seu pelo. (isso é balela, macho-que-é-macho vai no barbeiro, e quando vai num salão pede um corte básico e não vai pagar mais do que 40 reais num corte)
2. Vasculhe os mercados orgânicos. Mulheres saudáveis, felizes, bem-sucedidas e solteiras direcionam energia sexual não utilizada para um ódio profundo por pesticidas. (outra besteira, se o cara quer ser saudável ótimo, mas todo mundo sabe que energia sexual não utilizada vai para o chocolate)
3. Seja cliente de um lugar luxuoso. Encontre um bar ou restaurante moderno e disputado e vá uma vez por semana com amigos ou sozinho. Dê boas gorjetas, depois de um mês terá simpatia de todos e isso vai impressionar a mulher que você vai levar lá. (Ou seja, disse pro o cara gastar dinheiro e treinar ser simpático para impressionar a mulher, ensinou a mentir e depois reclamam, macho-que-é-macho não destrata garçom e pode chegar em qualquer lugar que será bem atendido, aliás o macho-que-é-macho pode levar você no boteco da esquina ou no restaurante caro que vai ser muito bom do mesmo jeito).
4. Reforme o quarto. Procure mulheres na área de decoração. Ao ir atrás de móveis, escolher tintas, pesquisar instalações elétricas você vai estar cercado de mulheres solteiras, quebrar o gelo fica tão fácil quanto pedir uma opinião. (pedir opinião vai bem, afinal toda mulher gosta de dar pitaco, mas macho-que-é-macho faz tudo sozinho, ele pinta a parede, ele sabe usar uma chave de fenda, um martelo, um serrote, sabe montar uma estante, ou seja, um cara que sabe usar as mãos, disso sim elas gostam – eu gosto muito).
5. Organize uma balada. Ou pague alguém para fazer por você. Contrate um buffet, um barman, um DJ e convide todo mundo que você conhece. É caro, mas a exposição compensa. (essa foi a pior, o cara assim ou está desesperado ou não quer ninguém, macho-que-é-macho não precisa de exposição).
6. Leia Guimarães Rosa em público. Mulheres presumem que se você compreende o Grande Sertão Veredas fica impossível ser ruim de cama. (de onde tiraram essa?? Macho-que-é-macho não precisa mostrar que entende Guimarães Rosa, porque se ele entender você vai saber. E intelectual está um pouco fora de moda, um nerd é mais in -sim, um nerd pode muito bem ser macho-que-é-macho - melhor mesmo é ele entender o seu computador.)7. Faça aquela viagem que você tem adiado. Pense grande, caminhada na Patagônia, mergulho em Fiji, subir as trilhas do Machu Picchu. Um homem que está para ir, ou acaba de voltar, de uma aventura dessas emite um brilho irresistível. (com essa eu concordo, afinal para fazer essas viagens tem ser macho-que-é-macho mesmo).
Resumindo, o macho-que-é-macho ele nem precisa ler uma revista dessas, mas para os que estão tentando entender o universo feminino eu acho que o mínimo que os editores podiam fazer é colocar para escrever uma mulher que não queira transformar os homens em chatos.

Obs: A Luizinha traduziu o que é um mimimi, eu deveria explicar o que é um macho-que-é-macho mas acho que esse tipo dispensa explicações.

1.11.06

Vai para onde?

Vai para onde?

Meu passaporte venceu em Janeiro e até essa semana eu só enrolei para renovar, mas finalmente criei vergonha na cara e fui até a polícia federal.

Claaaro que eu já levei tudo pronto e pago, mas eu devo ser o 0,00000001% que faz isso, então tinha uma pequena fila de pessoas que só escutavam “esse documento não vale” ou “tem que trazer o passaporte velho, senão paga o dobro” ou “cadê o comprovante da última votação”, etc. Mas foi bem rápido e só levou dois dias para ficar pronto.

Então fui buscar hoje e a fila era um pouco maior. E quanta gente feia. Tinham 7 pessoas lá , um argentino (devia ser deportado de tão feio), 3...como dizer..."primas", um bebê, a babá, e uma mulher com óculos fundo de garrafa (quem ainda usa óculos fundo de garrafa?). E eu nem estou falando do pessoal que trabalha lá, só porque eles foram eficientes.

Lembrei de um post que a Paula Foschia escreveu quando foi tirar o passaporte dela. Infelizmente não achei o texto nos arquivos dela, mas ela dizia algo tipo “para onde vão essas pessoas tão feias? Feiolândia? ou melhor, para Uglyland já que estão tirando passaporte.”. E olha que o dela foi no Rio de Janeiro, porque aqui no Ceará o buraco é mais embaixo.

Ainda bem que o funcionário foi rápido e eu só permaneci na twilight zone poucos minutos.

Destinos à parte, o fato é que agora eu estou novamente apta a viagens internacionais. Ufa!